Veja nossas redes sociais

NETFLIX

Crítica White Gold (Disponível na Netflix)

Conte aos amigos!

Vemos em White Gold um clássico estilo de narração que quebra a quarta parede(quando o personagem fala direto com quem assiste) que é uma, digamos… uma receita copiada do filme o Lobo de Wall Street e tantos outros, que traz tanto no filme Lobo de Wall Street quanto na série um personagem arrogante e auto intitulado cretino ambicioso e bom de lábia que consegue convencer seus clientes a comprar qualquer coisa, é um cara que faz sucesso apenas na vida profissional deixando em último plano família e dando lugar apenas a sua ambição e prazer não SE importando com ninguém. Você pode até pensar que estou insultando muito o personagem, mas realmente se ele fosse real iria encarar como um elogio.

Sinópse

Essex, 1983. O vendedor Vincent (Ed Westick) precisa usar o carisma e a lábia para chamar atenção no showroom onde trabalha. Mas ele vê que isso não é o suficiente e deixa de lado a moral para se dar bem em cima da concorrência.

 

 

A série traz um aspecto retrô da época de 1990, sobre a vida dos vendedores de janelas sem escrúpulos , com cenas gratuitas de genitálias  não amostra mas incoveniente e sexo tentando se encaixar em meio a cenas “quase cômicas”, acredito que se você assistiu The inbetweeners  vai sacar a “referência”, na verdade cópia absurda, mas não vou entrar no mérito de julgar o quanto foi copiado dessa obra que também não é acima do mediano.

 

 

 

Nerdzando Gif White Gold 2

 Como previsto pelo piloto, se você é daqueles que tenta adivinhar o que vai rolar na série depois do primeiro episódio, vai meio que deduzir que possivelmente Vincent tenha fome de poder e acabe afastando sua família e que acabe competindo mais e mais, por poder e dinheiro em meio a traições e uso de substâncias e no final (que no momento que escrevo isso ainda não saiu) ele acabe sozinho e que ele talvez tente recuperar os valores imateriais que ele nunca buscou para se sentir feliz . Bom, pelo menos é a minha aposta.

 

 

 Particularmente eu assisti a 1ª temporada e as piadas forçadas, cenas desnecessárias para tentar ser cômico e a “forçação de barra” do recurso de quebra de quarta parede para se aproximar de quem está assistindo, em uma receita muito desgastada sem trazer muitos elementos novos torna a série menos empolgante para certo público, mas talvez agrade um pouco de quem gosta de um galã interpretando um arrogante e cretino nos negócios e com as mulheres, sei lá, gosto é gosto, cada um tem o seu. Na minha opinião não é uma grande série, sinceramente não recomendaria, mas vou ver o que se segue na segunda temporada, para talvez atualizar esse texto com alguns adendos positivos, pois até o momento não houve quase nenhum.

Veja o trailer abaixo do primeiro episódio, assista a série e tire suas próprias conclusões e comente abaixo o que você achou. *Spoilers nos comentários serão banidos.

 

White Gold (Netflix)

5.7

57

5.7/10

Pros

  • Fotografia dentro da qualidade esperada

Cons

  • Cenas forçando o cômico
  • Nenhuma novidade de roteiro
  • Ritmo enjoativo ao longo da temporada

Escrevo algumas coisas na correria aqui, somente por hobby. Programador, designer digital e cofundador deste website.

Advertisement
Clique aqui para comentar

Deixe um comentário

avatar

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  Subscribe  
Notify of

NETFLIX

TROIA: A QUEDA DE UMA CIDADE (Série Netflix) Primeiras Impressões – Crítica Netflix

Conte aos amigos!

A série tróia: a queda de uma cidade, é uma parceria entre a BBC e a netflix, que adapta a história “Ilíada” contada pelo poeta grego Homero, sobre a guerra de tróia. E eu comecei a assistir a série pra te falar quais foram as minhas primeiras impressões.

 

Apoie o Café Nerd: https://apoia.se/cafenerd

_ Inscreva-se no canal: https://goo.gl/TscXTY

Facebook: https://www.facebook.com/david.balista

Facebook Café Nerd: https://www.facebook.com/1cafenerd

Twitter: https://twitter.com/davidbalista

Instagram: https://www.instagram.com/davidbalista

Contato: david.balista.db@gmail.com

White Gold (Netflix)

5.7

57

5.7/10

Pros

  • Fotografia dentro da qualidade esperada

Cons

  • Cenas forçando o cômico
  • Nenhuma novidade de roteiro
  • Ritmo enjoativo ao longo da temporada
Continue lendo

NETFLIX

Sherlock – Crítica

Conte aos amigos!

Série baseada na obra de Sir Arthur Conan Doyle, contando com grande elenco e roteiro, Sherlock é uma série surpreendente e extremamente boa, capricha em todos os detalhes e se esforça ao máximo para envolver o espectador até o final de cada episódio. E para aqueles que estão estranhando o Doutor Estranho ser o Sherlock, eu afirmo que não poderia haver outro ser mais capacitado para encenar tanta condescendência e vaidade intelectual quanto Benedict Cumberbatch.

Com episódios baseados em cada livro do grandioso personagem Sherlock Holmes, a série consiste em dar uma visão do livro nos dias atuais, tonando assim cada episódio mais real perante nossa realidade. Seus personagens vivenciam problemas reais e situações que até mesmo cada um de nós já viveu. Um exemplo disto é Watson, o fiel parceiro de Sherlock, sofrendo com marcas da guerra que causaram problemas pra sua vida pessoal e até mesmo profissional escrevendo em um blog suas aventuras investigativas.

 

 

Cada episódio parece um filme estrelando um caso e todos os episódios tem uma história de fundo que continua avançando até o fim de seus arcos, que se repetem e trazem novos elementos e mostram cada vez mais como foi a infância de Sherlock e como seu parceiro Conan Doyle vai evoluindo conhecendo essas loucuras mais de perto.

Com tudo isso ainda Sherlock é premiado com dois Emmy pelo episódio “A noiva abominável” da terceira temporada, que foi muito merecido.

A série se compromete em dar todos os detalhes possíveis de cada caso e sua resolução para tornar cada vez mais genial o personagem de Sherlock, que é retratado como um gênio louco. Interpretado por Benedict Cumberbatch, ator com um histórico vasto de personagens com características um tanto peculiares. Sherlock é extremamente arrogante, isolado em seu mundo mas com a necessidade de compartilhar suas descobertas, sendo assim Watson vira um ótimo parceiro para investigações, um fiel escudeiro que não questiona ordens e o segue até mesmo de forma cega.

Foi muito premiada desde sua estreia na Inglaterra, com episódios de mais de uma hora de duração, ela consiste em apenas 4 temporadas e todas com dois ou 3 episódios o que torna ela curta mas fantástica. Como dito antes cada episódio é uma adaptação dos livros para o século XXI(21), com isso existem muitas diferenças do livro para a série, o que não diminui o fato da série ser incrível.

Existem defeitos, isso é claro, pois nada é perfeito, alguns personagens acabaram deixando a desejar como o Professor Moriarty, que foi retratado de forma um pouco mais cômica tornando a figura dele um pouco desagradável e irritante mas acredito que seja apenas uma “birra” da minha parte, já que eu já tinha mentalizado Moriarty de uma forma diferente e por isso causa estranhamento para mim, mas pode ser que você se envolva mesmo assim.

Esta série é extremamente recomendável com suas 4 temporadas completas e ainda sem notícia de quinta temporada por conta da carreira agitada do Doutor Estranho, apesar de tudo, merece o devido reconhecimento tanto pela atuação do elenco, como também para o roteiro, fotografia, sonorização e ambientação, tudo se juntando para formar uma série fantástica digna de carregar o nome de Sherlock.

Está completamente disponível na Netflix e caso não queira perder tempo é só clicar no botão abaixo para assistir essa maravilhosa série agora mesmo.

White Gold (Netflix)

5.7

57

5.7/10

Pros

  • Fotografia dentro da qualidade esperada

Cons

  • Cenas forçando o cômico
  • Nenhuma novidade de roteiro
  • Ritmo enjoativo ao longo da temporada
Continue lendo

NETFLIX

O MÉTODO KOMINSKY (Série Netflix 2018) Crítica da primeira temporada – Café Nerd

Conte aos amigos!
Mais um lançamento original Netflix chega no Streaming, e agora é a vez de O Método Kominsky. Série de comédia criada por Chuck Lorre, grande produtor da indústria de séries televisivas como Two ans a Half Man, Mike & Molly, The Big Bang Theory antre outros. E conta com a dupla de protagonistas vencedora de Oscar inclusive Michael Douglas vivendo o Sandy Kominsky e o Alan Arkin vivendo seu amigo Norman. E eu assisti a primeira temporada toda e te falo agora o que eu achei dela.

Rede Sociais do Café Nerd

O conteúdo do vídeo e da descrição acima foi inteiramente feito pelo canal Café Nerd, a SDN apenas está compartilhando com seus leitores o conteúdo deste criador por achar relevante e de ótima qualidade seu trabalho com permissão do próprio. Ajude o Café Nerd seguindo nas redes sociais e inscrevendo-se no canal dele.

White Gold (Netflix)

5.7

57

5.7/10

Pros

  • Fotografia dentro da qualidade esperada

Cons

  • Cenas forçando o cômico
  • Nenhuma novidade de roteiro
  • Ritmo enjoativo ao longo da temporada
Continue lendo

Relevantes

Todos os Direitos Reservados © 2018 Sociedade Dos Nerds
Todas as imagens de filmes, séries e etc são marcas registradas dos seus respectivos proprietários.

%d blogueiros gostam disto: